terça-feira, 7 de maio de 2013

"SUPERANDO A ENDO INFERTILIDADE", A NOVA COLUNA DO BLOG!!



É com grande alegria que o A Endometriose e Eu estreia sua nova coluna, a “Superando a Endo Infertilidade”.  Faz um tempo que penso em levar esperança e fé às endomulheres que até o momento não conseguiram realizar um dos desejos femininos acalentados por muitas mulheres: a maternidade. Na última semana, recebi o  email da nossa querida Karina Mosconi pedindo uma coluna assim no blog: para ajudar àquelas que não conseguiram ainda serem mães. Como diz um grande amigo meu: "Confirmou!". A cinco dias da data dedicada às mães lanço esta coluna com o objetivo de levar confiança e ainda mais fé àquelas que não conseguiram gerar filhos até o momento. Sei que essas mulheres podem ficar mais tristes, pra baixo nesses dias que antecedem o segundo domingo de maio.... percebo isso em alguns emails que recebo. Porém, muitas se esquecem de que somos filhas de um Deus do impossível e que para Ele quando se tem fé, o impossível se torna possível. Para esta nova empreitada, contamos com a ajuda de uma endomulher guerreira (assim, como todas nós!) e muito querida, a fisioterapeuta Juliana Sinelli. Hoje é um resumo de sua trajetória até a realização de seu sonho, mas mês a mês, ela vai contar os passos e tudo que enfrentou rumo sua vitória Divina.

Sei que a endometriose nos dá momentos muitos tristes. Mas eu quero espalhar a palavra de uma forma diferente. Claro, sempre lutar pelos nossos direitos e falar a verdade sobre a doença. É uma doença triste, traiçoeira, que nos leva pra baixo, mas também não posso esconder que se não fosse a endo e, inclusive, meu sofrimento, muito do que tenho na vida hoje não existiria, como o blog. E vocês, razão pela qual eu faço o que faço. Esse filhote lindo aqui está levando muita esperança às endomulheres no mundo todo e quero continuar com este lado também otimista. De coisa ruim, já basta as dores, a depressão, a incerteza que cada uma e nós temos. Se não fosse o blog e cada um que passa por aqui, eu não teria vontade de trabalhar duro em busca de um futuro melhor para todas nós, principalmente, para as próximas gerações.  E outras colunas vêm por aí. Já que o A Endometriose e Eu é referência internacional no assunto, quero que ele seja o blog mais completo sobre endometriose. E isso só será possível com a união com pessoas do bem! Beijo carinhoso! Caroline Salazar

“Meu nome é Juliana Sinelli, tenho 30 anos, sou fisioterapeuta e estreio a nova coluna do A Endometriose e Eu: Superando a EndoInfertilidade. Neste primeiro artigo, vou contar resumidamente minha história até a chegada do meu milagre, a Mariana. Em 2007 tive episódio de desmaio no primeiro dia de menstruação, que também se repetiu no mês seguinte, o qual me levou para o pronto-socorro! Sem diagnóstico e com melhora dos sintomas fui embora e resolvi ir a minha ginecologista. Ela pediu que eu fizesse vários e exames. Todos deram normais com exceção do CA 125 (nota da editora: exame de sangue que originalmente foi instituído para medir câncer de ovário, e que hoje é utilizado para auxiliar no diagnóstico da endometriose) que estava pouco acima do normal. Foi nesse momento que fui diagnosticada com endometriose. Foi-me receitado anticoncepcional contínuo. 

Comecei o tratamento confiando nesta profissional! Como não tinha mais episódios de dores, vivi assim por três anos, sem dor , com alguns escapes, mas achando que estava tudo bem . Em 2010 fui fazer exame de rotina e constou endometrioma no ovário esquerdo e meu caso era cirúrgico. Fui em inúmeros médicos bam bam bans na área e acabei descobrindo que era endometriose grau IV (profunda), que já estava no intestino e que precisava retirar um pedaço deste órgão! Quantos médicos eu fui, quantos mercenários encontrei no meio do caminho, até que quando já estava sem esperança me indicaram o doutor Hélio Sato, que é um excelente médico. Além de ético, é muito humano e honesto. Fiz minhas duas cirurgias com ele. Na primeira cirurgia retirei um endometrioma no ovário esquerdo e 15 cm do intestino, com também o proctologista doutor Roberto Hiroshi. Na segunda retirei a trompa esquerda e parte do ovário esquerdo! Nesta época estava me preparando pra casar e meu mundo desabou. Como a endometriose é associada de forma direta com a infertilidade, e como ser mãe sempre foi meu sonho, imaginem como fiquei com meu casamento à vista!  Este era o meu maior pesadelo quando diziam a palavra endometriose: a infertilidade. Já que minhas dores eram suportáveis e superáveis, a incerteza de poder ou não ter filho, de fato, foi meu maior drama! Mas com muita fé, com tratamento clínico adequado que irei falar aqui superei este monstro que é a endometriose e sua maior consequência em minha vida, a tão temida infertilidade!!! 

Minha Mariana, de 1 ano, me fez acreditar que por mais dores que já passei, por mais incertezas dos tratamentos que temos, por mais medo que já tive: hoje agradeço a Deus a cada sofrimento que passei, pois com eles me tornei uma pessoa melhor, com outros valores e aprendi que nós mulheres não podemos desistir jamais!  Somos guerreiras e irei contar nesta coluna como enfrentei e venci o medo da infertilidade, já que gerar um filho era uma missão quase impossível, porém, possível com minha fé, esperança e perseverança. Estes foram alguns dos ingredientes que tornaram meu sonho realidade. Aliados a ajuda até mesmo psicológica de meu médico, de meu marido e de minha mãe, pessoas especiais que foram fundamentais nesta longa jornada e da realização deste sonho. Espero com esta coluna ajudar muitas endomulheres a realizarem os seus também. Beijo carinhoso! Juliana.”

41 comentários:

  1. Ótima iniciativa.... já estou a espera da nova postagem beijos Ana

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Olá querida! Fico feliz que gostou desta iniciativa, infelizmente este é um tema que muito precisa ser discutido, já que o sofrimento é grande! Beijos com carinho! Acompanhe que logo terá mais um artigo!!!!!!

      Excluir
  2. Desde que descobri que era portadora de endometriose vivo com muitas incertezas. A principal é sobre a infertilidade. Os médicos indicam a interrupção da menstruação como tratamento, mas com esta interrupção como vou engravidar? E se optar pelo contrário, a doença pode voltar a se manisfestar? Somente através de uma inseminação ou fertilização poderei realizar meu sonho de ser mãe? E quem não tem condições financeiras para realizar este tratamento? Dúvidas e esperança, medo e fé, caminham lado a lado na minha vida.
    Parabéns pela nova coluna, amei! Tenho certeza que poderemos trocar muitas experiências e compartilhar muita esperança, fé e coragem.
    Bjão

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Olá querida! Realmente a endometriose nos traz muitas incertezas e medos! Pensava e tinha as mesmas duvidas que você! Mas acredite que com um bom acompanhamento medico dá para menstruar pra tentar engravidar e controlar a endometriose sim!!!!!!No meu caso da primeira pra segunda cirurgia tinha aplicado zoladex e depois pílula continua, achei que estava tudo ótimo quando me surpreendi com mais endometriomas no ovário, então cada organismo reage de uma forma, tanto quanto aos medicamentos , quanto a progressão da doença ! E precisa ver como é seu organismo, o acometimento da endometriose em que região pra ver a necessidade de tratamento, mas infelizmente muitas das portadoras tem que enfrenta-los, mas também é só mais um obstáculo para a grande vitoria!!!!! E como você disse infelizmente muitas das portadoras não tem acesso a este tipo de tratamento devido ao seu custo ser muito alto! Farei um artigo a respeito disso!!!! Mas tenha fé e acredite que o seu sonho se realizara!!!!!!!bjo carinhoso

      Excluir
  3. Poxa! Fiquei emocionada, na verdade acredito que todas ficam quando se veem nessa historias...

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Oi querida ! Na verdade decidi fazer parte deste tema pois só quem sonha em ser mãe se depara com as incertezas e sabem o tamanho deste sofrimento! Mas faço questão de falar sofri sim, chorei sim, tive muito medo mas meu otimismo e minha fé me guiaram para o meu maior objetivo! Já que temos que passar por isso vamos passar de cabeça erguida que assim os problemas e as dificuldades não serão maiores que nosso objetivo!!!!!! Boa noite bjo com carinho

      Excluir
  4. Nossa,
    Sua história é parecida com a minha. Tb tenho endometriose grau IV, e está no ovário, intestino e bexiga. Fui tb a vários médicos, mas cada um falava uma coisa diferente, até q axei um bam bam bam aqui na minha cidade. Mas já estou ha um mês esperando pela consulta. A ha dois anos tentando ser mãe. Mas eu creio no Deus do impossível.
    Parabéns pela iniciativa.
    Gde abraço!

    ResponderExcluir
  5. Oi querida Carla agora com um médico experiente na área, com certeza te dará mais segurança e te mostrara o melhor caminho até realizar o seu maior desejo! Quando temos um medico de competência ao nosso lado nos sentimos mais seguras! Depois vem me contar da consulta , mas pode ter certeza que o seu sonho esta perto de acontecer !! E tenha fé mesmo quando as vezes desanimar, pois sua hora vai chegar !!!!!!! Bjos com carinho Juliana

    ResponderExcluir
  6. Olá Juliana, primeiramente parabéns por sua vitória e por sua iniciativa de nos ajudar. Tenho 26 anos, sou casada e estudante também de Fisioterapia. Descobri a alguns meses que tenho endometriose no ovário esquerdo depois de uma crise de dores intensas, passei em consulta com o meu ginecologista e ele pediu alguns exames como Ultrassom e CA125, o ultrassom mostrou meu ovário esquerdo bem maior do que o direito e o exame de sangue com valores alterados, meu médico disse que era Endometriose e que o ideal seria retirar o ovário, pois estava muito grande, o problema é que ele só faz a cirurgia do modo convencional, não faz videolaparoscopia e o pior cobra R$ 16.000,00. Passei em outra médica que de cara me indicou um anticoncepcional pra suspender a menstruação, não pretendo tomar, sou contra isso, e cobrou pela cirurgia (vídeo) em torno de R$ 6.000,00 (achei grande e estranha essa diferença de valores). Estou com muito medo, pois ainda nem achei um médico para começar o tratamento. De qualquer forma ler seu artigo já me deixou menos triste. Bjoss e obrigada!

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Oi Gisele fiquei feliz que meu depoimento te ajudou, isso já me fez valer a pena a coluna! Confesso que antes de encontrar o Dr. Helio fui em vários médicos , alguns mercenários e a diferença entre eles era gritante! A sorte foi que eu era noiva e fiz uma declaração de união estável e entrei no convênio do meu marido ! Sabe eu achei estranho não fazer a cirurgia por vídeo, de todas as cirurgias que eu fiz o único corte que tenho foi da cesárea , e olha que retirei 15 cm do intestino hein!!!! Então escute a opinião de outros médicos, tente achar um médico que confie, pois a cirurgia bem feita que preserva a sua fertilidade!!!!!!! Pode ter certeza que você ficara bem só basta achar um medico competente!!!! Lembre- se que a endometriose pode não ter cura mas tem controle! Fique tranqüila que ficara bem! Venha me contar!!!!!!

      Excluir
  7. Olá colegas endomulheres! Tem 1hora e 30minutos que recebi o diagnóstico de endometriose da forma mais inesperada...pela biópsia da apendicectomia. Me casei a 1 mês e 10 dias e é véspera do dia das mães então era a única notícia q não esperava ter. Vou continuar a acompanhar o blog como forma de ver outras mulheres superando o problema e me fortalecer para superar também. Bjos

    ResponderExcluir
  8. Olá Deborah!!!!! O diagnostico de endometriose nunca recebemos de uma forma fácil e hoje com a internet nos deparamos com a maior parte das publicações falando de dor e principalmente da infertilidade! Quando acompanhava fóruns me sentia estranha, pois diferente de muitas mulheres eu não tinha dor incapacitante , não tinha depressão devido as dores e limitações, sempre encarei com muito otimismo!!!!! E fique tranqüila pois cada mulher tem um sintoma, uma limitação e em termos de fertilidade cada organismo reage de uma forma! Agora com o diagnostico, procure um especialista e se cuide!!!!!! E acompanhe este blog que te fará muito bem! Bjos carinhosos e boa sorte na procura dos médicos!!!!!!

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Deborah, querida! Seja muito bem-vinda ao blog! Ele pe feito com muito carinho e amor para amenizar nosso sofrimento. O importante é vc ser acompanhada por um especialista que além de tratar a doença, trate também a mulher, a dona dela. Aqui, vc pode trocar experiências à vontade. Minha endometriose começou aos 13 anos com a retirada do meu apêndice, voltou aos 15 com um endometrioma, mas não fui diagnosticada. Disseram que eu tive um cisto de ovário, e desde então, segui tratamento como se eu tivesse isso e não endo. Só fui diagnosticada aos 31 anos. Se precisar de ajuda estou por aqui, é só pedir. Beijo carinhoso! Caroline Salazar

      Excluir
  9. Caroline, acompanho seu blog há pouco tempo e acho muito legal. Parabéns pela iniciativa e pela coragem de se expor - coragem que ainda não tenho rsrs Descobri ano passado que sou portadora de endometriose profunda, apesar de frequentar o ginecologista desde os 10 anos... Faltou informação da minha parte para entender o significado das cólicas menstruais e do sangramento excessivo e, acredito, competência da médica que me acompanhou por tanto tempo...
    Estou com 41 anos e infelizmente o diagnóstico veio tarde demais (os óvulos já não têm tanta qualidade) e nem o método natural, a inseminação artificial (duas vezes) e a fertilização in vitro (uma com implantação sem sucesso e duas tentativas interrompidas) fizeram com que eu recebesse um milagre parecido com o de Juliana. Abraços.

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Olá querida! Não se culpe pela falta de informação , infelizmente confiamos nos médicos e muitos deles nao estão capacitados pra lhe dar com este diagnostico de forma rápida e precisa , o qual pagamos um preco alto por suas consequências! Mas pra deus nada é impossível, e o melhor caminho será guiado ! Beijos
      Com carinho!!!!!

      Excluir
  10. Oi Juliana, bem vinda ao blog. Desejo as maiores felicidades para você e uma longa participação nessa ajuda que vamos fazendo para as pessoas que conhecem alguém com endometriose.

    Todos nós enriquecemos o mundo de várias pessoas, e quando alguém tem uma doença como a endometriose, toca as vidas de várias pessoas. Então não é apenas o agregado familiar, mas também os amigos e conhecidos que são de alguma forma tocados pela existência dessa doença.

    Aos poucos o mundo vai conhecer melhor a endo, vai entender o sofrimento que causa e a ajuda que as portadoras necessitam.

    Sua ajuda é mais uma gotinha de água que cada um de nós vai adicionando a esse mar de solidariedade. A sua, a minha a da Carol... são 3 gotinhas já :)

    ResponderExcluir
  11. Olá Alexandre muito obrigado pelas suas palavras, com certeza o meu objetivo de ajudar no blog é amenizar um pouco do sofrimento que a endometriose causa nas mulheres! Infelizmente é uma doença pouco falada, pouco valorizada, pouco entendida o que acabamos nos deparando, com sofrimentos sem apoio, sozinhas! Seja qual a forma de sofrimento que a endometriose causa em cada mulher, tento levar um pouco de esperança e de otimismo, para encararem esta doença, mas confesso que com o conhecimento e entendimento da endometriose pela família e pelos amigos, tudo fica mais fácil! E juntos nesta causa venceremos, isso tenho certeza e digo isso a Carol que se engajou neste projeto!!!!! Bjo com carinho Ju

    ResponderExcluir
  12. Olá! Fiz minha cirurgia dia 13 de maio e estou em plena recuperação. Tinha endo profunda, endometrioma no ovário esquerdo e muitas aderâncias. O resultado foi ótimo. Todos os órgãos foram preservados. Apenas o intestino fioou 10 cm mais curto.Rsrs
    Agora vou partir pras tentativas de engravidar.
    Queria compartilhar minha preoupação com todas as leitoras do blog. Tenho lido muito sobre endo e me surpreendo em saber que muitas mulheres se submetem a uma videolaparoscopia apenas para diagnosticar a doença. Os médicos realizam a cirurgia como se fosse um exame. Absurdo. Muitos "mexem" apenas na parte ginecológica e deixam o resto pra trás. Isso acaba fazendo com que a mulher se submeta a várias vídeos. O gastro que me operou relatou casos de pacientes que já fizeram o procedimento sete vezes.
    O exame que detecta a endo - foi o que eu fiz - é a ultrasson transvaginal com preparo intestinal. É uma trans normal, sendo necessário o uso de laxantes e luftal na véspera e uma espécie de clister no momento do exame. Dessa forma é possível visualizar o retossigmóide e detectar se há compromtimento do intestino.
    É lamentável que ginecologistas desconheçam a endometriose e façam tantas mulheres sofrerem - como se não bastasse a própria doença.
    Fica aqui o meu alerta. Informe-se sobre o médico. Jaleco branco e ar de superioridade não atestam competência. Converse com pacientes que já se trataram ou operaram com ele(a). Leia muito. Jamais entre numa sala de cirurgia sem confiar no seu médico.
    Um abraço forte a todas.

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Olá, Andrea!
      Seja bem-vinda ao blog! E que sua recuperação seja plena. O seu desabafo também é o meu, a sua revolta também é a minha. Infelizmente, muitos ginecologistas não conhecem a doença, como tratá-la, como tratar a endomulher, e outros acham que não é nada. É preciso um bom cirurgião para realizar a laparoscopia, muitas estão perdendo seus órgãos á toa, como se tivesse cortando o cabelo. É uma cirurgia de alto risco, com anestesia geral e não um mero exame como muitos falam. A minha endo só apareceu em ressonância magnética com contraste e gel anal e vaginal e realizada por profissionais e laudada, ambos por especialistas em endometriose. Agradeço seu comentário e sua preocupação com nossas endoirmãs. Torcendo para sua tão esperada gravidez. Tenha fé e você vai conseguir. Volte aqui para nos contar sua vitória. Beijo carinhoso! Caroline Salazar

      Excluir
    2. Oi Andrea td bem? Espero que continue se recuperando perfeitamente! A minha endometriose é bem parecida com a sua e meu ovário acometido também é o esquerdo, sem contar , da retirada de parte do intestino que foi de 15 cm ! Mas a minha recuperação também foi ótima, alias quando uma cirurgia é bem feita o resultado tanto de dor e preservação da fertilidade sao um sucesso!!!!!! Quando descobri a endometriose também li muito sobre a doença e me revoltava com as coisas que lia, com as cirurgias desnecessárias , quanto a aderências e cicatrizes internas desnecessárias , sem contar que muito comum é o desanimo das portadoras!!!!! Desanimo que é justificado pelo cansaço extremo de procurar um medico capaz, das incertezas da doença e das dores! Por isso eu , vc , a Carol e muitas outras portadoras temos que nos juntar nesta causa da conscientização da endometriose para que os médicos se preparem mais e o diagnostico venha mais rápido !!!!!!!! Adorei o seu alerta e to torcendo por sua recuperação e por realizar seu sonho de engravidar, boa sorte e venha nos dar notícias sempre!!!!!

      Excluir
  13. Estarei aguardando a próxima postagem Juliana!
    Fiquei curiosa para saber mais a respeito da sua luta e vitória conquistada.
    Tenho endometriose profunda e eu tb creio no Deus do Impossível!
    Estou esperando em Deus!
    As vezes fico me perguntando... será que deveria parar de tomar AC para poder tentar engravidar mesmo que o médico tenho me dito que não devo piorar ainda mais a minha endo?
    Acredito na minha fé ou na ciência. Eis a questão que tanto me atormenta!
    Como posso continuar orando para engravidar se ainda permaneço tomando AC como indicado pelo meu médico?

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Oi Daniela pode aguardar que terá muitos assuntos curiosos!!!!!Daniela acredito que a maior duvida é esta, quero engravidar mas para engravidar tenho que menstruar , mas se eu menstruar minha endometriose piora e aí o que fazer????? Primeiro tem que achar um medico extremante competente e que entenda que vc quer engravidar, e ele certame te de dará caminhos para o sucesso!!!! Tenho amiga em que o medico indica direto fertilização e existem médicos que tentam por um tempo o convencional e depois se nao tiver sucesso indicam tratamento ! E pelo meu conhecimento e minha vivência podemos sim menstruar sem piorar a endometriose, basta ter um bom acompanhamento do medico e nas minhas tentativas foram assim, tomava pílula e parava pra tentar e acompanhava a endometriose , então sugiro que converse com seu medico !!!!!!!o que o seu medico fala? Mas independente de religião, temos que ter fé, pois existe sim um deus do impossível e que a nossa hora pode nao ser a mesma hora de deus , mas certamente ele te guiara ao melhor caminho pro seu sucesso! Venha nos contar e tenho certeza que teremos aqui nesta coluna de fertilidade muitas historias de sucesso!!!!!!!!!! Bjos carinhosos Ju

      Excluir
    2. Eu parei de tomar a pílula por 6 meses e a endo voltou no nível II. Tentei engravidar e não deu certo. Descobri que tenho hipo e isso atrapalhou a tentativa da gravidez. O médico não pediu o TSH antes de eu tentar engravidar. Se eu soubesse antes continuaria com a pílula, trataria da hipo até estabilizar e só depois tentaria engravidar.
      Voltei com a pílula e estou indo em outros médicos para ter uma segunda, terceira opinião. Difícil achar médico competente.

      Excluir
    3. Infelizmente existem muitos médicos que nao investigam, que nao tem competência pra exercerem tais funções, e muitas vezes quem sofre as consequências de tudo isso somos nós! Tenha paciência e procure um dois , quantos médicos forem precisos, fui em
      Inúmeros até encontrar o meu anjo Dr Helio Sato!
      Boa sorte e forca!!!!!!

      Excluir
  14. Oi Juliana é muito bonito e revigorante ver historias como a sua, sao provas de que Deus existe e que ele é o Deus do impossivel. Parabéns pela sua filha e pela sua Fé ! Beijo !

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Oi Moniquita! Obrigada e a fé com certeza é que.mm nos dai forca , e quanto mais forca mas fácil fica vencer os obstáculos! E DEUS sim só ele pra nos dar a maior benção!!!!!!!
      oBrigada pelo carinho!!!!

      Excluir
  15. Primeiro Parabéns pela sua VITÓRIA.
    Oii sinto muitas colicas durante a mestruação tenho logo que tomar algo que passe, não tomo anticoncepcional e não engravido(NUNCA TOMEI).Fiz um exame chamado Mapeamento da endometriose profunda mas nao deu nada.Pedi a minha medica pra fazer esse exame CA125 mas ela disse que os resultados nunca saem certos.
    Queria saber, se tem algum exame especifico pra descobri a endo?

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Oi! Primeiramente descobri a minha endometriose , no caso endometriomas em um exame de ia transvaginal normal, depois fiz o CÁ 125 , ressonância magnética e us com preparo intestinal ! Mas confesso que o melhor exame mesmo é a ressonância magnética! Esta eu realizo sempre pra acompanhar a evolução do quadro e com certeza ela é infalível!!!!!!!procure um medico que entenda o que vc esteja passando e investigue, isso vai te dar segurança e procurar um tratamento mais adequado !!!!!! Bjos

      Excluir
  16. OI a história da Ju é super motivadora sim, pois esperar em DEUS. Nossa, já sofri tanto com essa doença. Já fiz varios tratamentos, só DEUS sabe a quanto tempo essa doença existe em mim...nao tenho dinheiro para inseminação. a espera de um milagre. Alguem com 40 anos ou mais que superou essa doença e tem algum filhote?

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Oi Raissa, obrigada pelo carinho! Mas realmente é difícil encontrar portadoras que nao sofrem por algum motivo, ou dor ou INFERTILIDADE ! Infelizmente os tratamentos são caros, i se tornam inacessíveis para a maioria das mulheres! Nao perca sua fé, acredite que pra deus nada é impossível e que com certeza ele fará o seu melhor! FORÇA!!!!!!

      Excluir
  17. Olá Juliana, fico feliz pela sua vitória. Realmente, Deus faz do impossivel o possível nas nossas vidas. Basta confiarmos!
    Recentemente descobri que estava com endometriose e na sequencia senti fortes dores abdominais em baixo ventre. Fui submetida a uma laparotomia exploradora em 12/06/2013, no qual foi realizado apendicectomia e anexectomia direita. Perdi meu ovário direito e o esquerdo encontra-se comprometido com varios cistos....E agora, o que fazer? Será que vou conseguir engravidar?
    Minha médica orientou que nesse momento devo iniciar um tratamento, de aproximadamente 6 meses, com o zoladex para dar uma regredida na endometriose e depois tentar engravidar. Tb falou que só poderei engravidar através da fertilização in vitro..... ai que desespero..... Me fale um pouco mais da sua experiencia, que medicamento vc tomou ou continua tomando? Após a sua gravidez, houve uma estagnada da endometriose? Atualmente, vc toma algum medicamento para inibir a endometriose?.... Ai quantas dúvidas!!!!

    Desde já te agradeço pela atenção

    Myclayne

    ResponderExcluir
  18. Oi Myclayne boa noite!!!!! Respondendo seus questionamentos, perder um
    Ovário nao tem problema desde que o outro esteja bom, tem que ver que tipos de cistos vc tem no outro ovário, pois nem sempre os cistos sao endometriomas, ou de repente sai cistos foliculares, enfim tem um exame que agora nao me lembro o nome, mas é de sangue que ele vê sua reserva ovaríamos, ou seja , ele vê o quanto o seu ovário esta respondendo! Dependendo disso vc vai saber quais os próximos passos!!!!eu tomei o zoladex e muitos médicos recomendam após a cirurgia como Tutti de inativas mesmo os focos de endometriose, eu tomei e pra mim foi bom! Recomendo!!!!!depois da gravidez amamente depois continuei na pílula continua nao menstruo nao tenho dor e agora repetirei a ressonância pra acompanhar a danada!!!!! Mas venho postar aqui pra vc saber o resultado!!!!portanto pra vc seguir i caminho certo, tem que estar nas mãos de um excelente medico e com certeza isso é o que faz toda a diferença!!!!!!!!se tiver mais duvidas, estarei a disposição ok!!!!!! Bjos com carinho

    ResponderExcluir
  19. Oi Juliana, obrigada pela retorno... Já me sinto aliviada após a leitura de tantas histórias, em especial a sua que é um verdadeiro milagre de Deus. Obrigada pela motivação e por ser uma benção em nossas vidas.

    Bjokas no coração e fique na Paz do Altíssimo.

    ResponderExcluir
  20. Olá..tenho 29 anos, sofri durante anos com cólicas, mtas vezes que só passavam com anagésicos fortes em idas no Ps..o problema é que sempre falava com minha gineco e dizia que cólicas são normais..vários US e nenhum médico via minha endo..fui diagnosticada endo grau IV, após 1 ano de tentativas de gravidez sem sucesso, uso de clomid sem indicação...então, meu mundo caiu..sou enfermeira e sabia um pouco sobre como a doença é sofrida, passei por diversos médicos até o diagnóstico conclusivo em julho/2012. Videolapa em agosto/2012, com focos nas trompas, ovários, retirada de 15 cm de intestino..pós operatório doloroso e uso de zoladex, com ganho de alguns quilinhos e calorões...em Março/2013 iniciei o tratamento de FIV..na primeira Beta positivo..sem explicação da minha felicidade e do meu marido! porém, perdemos nosso bebezinho com 5 semanas de gestação..Em julho/2013, segunda tentativa, dores intestinais importantes(o uso de progesterona costuma causar constipação intestinal) e beta negativo...Agora vou retornar no médico, meus óvulos devido a endometriose não são de boa qualidade, por isso não consegui em nenhuma das vezes congelar embriões.. Estou muito arrasada, mas não me passa pela cabeça a idéia de não ser mãe..Ainda bem que tenho um maridão companheiro que me ajuda muito nesse momento difícil..Temos fé que ainda vai dar certo..só que trabalhar a paciência é algo muito difícil..escuto muito a frase "o tempo da gente não é o tempo de Deus"... bjos

    ResponderExcluir
  21. Impressionante como nossas historias se parecem !!!!! Infelizmente somos vitimas de diagnostico tardio e consequentemente um comprometimento maior, retirada do intestino!!!! Pois é agora nao adianta lamentar e se passamos por isso tem um por que !!!! O apoio do marido e esta forca que vc tem, levarão vcs ligo a realização do sonho!!!!! Nao desista e forca pra fazer logo a próxima!!!!!!paciencia e fé, e lembra deus nao demora deus capricha!!!!!! Sou prova viva disso!!!!! Bjos com carinho

    ResponderExcluir
  22. oi juliana tambem tenho endometriose,sofri por tres anos com dor nas costas ia a medicos diziam que era problema de coluna,fazia todos os exames e nao aparecia nada mas no inicio do mes de março fui fazer exames ginecologicos de rotinas e a medica me deu pra fazer um exame pra endometriose que constatou que eu tinha,estou no final do tratamento,falta um mes pra terminar,e quando acabar vou tentar uma fiv novamente tomara que eu consiga dessa vez a gente nao desiste mas nao e facil quando o sonho que a gente quer nao se realiza mas eu sei que a minha hora de ser mae vaichegar,assim como vai chegar pra quem ta nessa luta desejo a todas nos boa sorte .

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Olá td bem? Impressionante como as historias se parecem e na maioria delas o diagnostico vem tardio, devido ao despreparo dos médicos sobre esta doença! Por isso é tão importante o empenho da Carol pois este blog ajuda a divulgar a endometriose, que hoje em dia esta cada vez mais comun!!!! Mas esta luta nao é fácil, mas com certeza agora com um medico capaz, te acompanhando ira fazer o tratamento certo e ligo ira dar risada de toda esta luta!!!!!!! Boa sorte e venha nos contar o positivo hein, pois com certeza ele chegara!!!!!!bjos com carinho

      Excluir
  23. Olá Juliana!

    Qual foi o seu tratamento?

    Pois minha endometriose, descoberta em Abril deste ano, voltou com tudo essa semana, após resultado da nova ressonância! Mesmo após 4 meses de medicação (Allurene) e após 50 dias da cirurgia que fiz...

    Meu médico disse que sou um dos casos que ele tem mais severos de endometriose e o primeiro caso que não "reage" a esta medicação!!!

    Sei que com isso, precisei entrar com nova medicação, uma injeção (Zoladex) que é aplicada na barriga pelo meu médico e com anestesia local! Essa tomarei 3 doses e cada uma é válida para 3 meses. Ou seja, fico em tratamento com ela até Maio do ano que vem!!!

    Só Deus, meu marido, minha família e amigos pra dar força... infelizmente meu sonho de ser mãe pra logo teve que ser postergado, mais uma vez! Agora não entendo, por que comigo... mas Deus me fará entender um dia!!!

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Olá eu quando fiz cirurgia tomei zoladex e disseram que iria durar bastante tempo, pois tomei a dose única e vc acredita que em menos de tres meses eu já estava menstruando, foi ai que comecei com anticoncepcional e ligo tres meses depois a endometriose voltou! Mas vc esta no caminho certo, agora com zoladex diminuem os focos e logo estará tudo preparado pra tentar engravidar! Isso tudo serve pra refletirmos sobre a nossa vida e como a levamos, pode acreditar! Tenha forca que é so uma fase e logo passara! E tudo tem a hora certa, o tempo de deus nao é p mesmo que o nosso tempo!!!!!!! Boa sorte!!!!!!!

      Excluir
  24. Boa tarde a todas! Li todos os relatos e me emocionei. Nos últimos 2 meses tenho tido menstruações muito dolorosas e meu gineco me pediu uma ressonância que farei esta semana. Minha dúvida é a seguinte: engravidei normalmente e hoje meu filho tem 2 anos. É possível ser endometriose?

    ResponderExcluir
  25. Olá, meu nome é Karoline tenho 22 anos e aos 15 descobri a endometriose, ao ponto de ter sido removido meu ovário direito..tomo um anticoncepcional sem parar, mudei uma vez, o atual é Allestra 30 e até agora está dando tudo certinho comigo. Mas tenho medo de futuramente acontecer outra vez ou ter muita dificuldade pra engravidar. Normalmente sinto medo de ir ao gineco e quando passa uma ultra então, terrível! O medo é constante e infelizmente lido com isso toda ida ao médico..

    ResponderExcluir