terça-feira, 11 de abril de 2017

7 ANOS DE BLOG!! O QUE FALAR COM SEU ESPECIALISTA NA CONSULTA E O QUE FAZER ANTES DELA?

imagem cedida por Free Digital Photos

A endometriose ainda é uma doença pouco compreendida tanto por parte dos profissionais de saúde quanto das portadoras. Após o diagnóstico fechado, muitas são pegas de surpresa (principalmente as assintomáticas), e saem do consultório um pouco atordoadas, sem saber o que perguntar ao seu especialista. E isso acontece, especialmente, pelo fato de ter muitos mitos relacionados à doença. Muitas nunca tinham escutado falar da doença e não sabem o que perguntar ao seu especialista. Em comemoração ao Março Amarelo, mês mundial de conscientização da endometriose, escrevi um texto falando sobre a "Dificuldade de achar especialista e dicas de como escolher o seu". Agora, no mês de anivesário do A Endometriose e Eu, coloco esta tradução para complementar e completar meu texto autoral. Aqui além de questões a serem abordadas no consultório, a autora também explica o que fazer na sala de espera. Eu também dei minha dica preciosa sobre o que fazer na "sala de espera". Beijo carinhoso! Caroline Salazar

Por Ellen T. Johnson 
Tradução : Miriam Ávila
Edição: Caroline Salazar

É muito importante para uma mulher com endometriose conseguir se comunicar eficazmente com seu médico. Claro, esta é uma rua de mão dupla. Claro que o médico também deve ser capaz de se comunicar eficazmente com seu paciente.

Felizmente, existem algumas coisas que você pode fazer para conseguir um resultado positivo!

Antes da consulta:

Aproveite alguns minutos antes de cada consulta para estabelecer um objetivo e fazer uma lista de perguntas apropriadas.

Por exemplo, você pode querer sair da consulta com um plano de tratamento para experimentar no mês seguinte. Você pode querer agendar uma data para uma cirurgia ou discutir tratamentos alternativos. Ou você pode ter um sintoma novo, incomodativo sobre o qual você gostaria de falar.

É útil colocar o seu objetivo por escrito e verificá-lo várias vezes antes de sua consulta.

Anote todos os seus sintomas e perguntas, todos os medicamentos que você está tomando (incluindo suplementos) e colete todos os prontuários e resultados de laboratórios recentes.

Questões que você pode querer colocar:

As mulheres com endometriose podem querer colocar algumas questões a seus médicos muito específicas sobre o diagnóstico e o tratamento, incluindo:

·         Qual é o seu plano de tratamento para mim?
·         Como saberemos se esse tratamento está funcionando?
·         Quais são os benefícios? Quais são os riscos?
·         Quanto tempo dura o tratamento?
·         Existem outras alternativas?
·         Precisarei de tratamentos ou procedimentos adicionais no futuro?
·         O que aconteceria se eu não fizesse nada?
·         Qual é a sua abordagem para o alívio da dor?

Na sala de espera:

Enquanto espera por sua consulta, passe uma vista de olhos por suas questões e seu objetivo em vez de ler uma revista. Dessa forma, você estará focada quando o médico estiver pronto para recebê-la.

Nota da editora: Neste tópico sugiro que a paciente converse com outras pacientes, principalmentem, as operadas pelo médico para você ver se os órgãos reprodutores foram conservados, se a paciente melhorou a qualidade de vida, se houve reincidência.

Durante a consulta:

Depois de cumprimentar o médico, indique o objetivo de sua visita de forma clara e concisa. Por exemplo:

"Estou aqui hoje porque tenho tido dor pélvica por duas semanas durante o mês. Eu tomei inúmeros analgésicos, mas não ajudou. Gostaria de descobrir o motivo dessa dor contínua e encontrar uma forma de lidar com isso”;

É importante não minimizar seus sintomas ou ser vaga de qualquer maneira. Nunca diga: "Provavelmente não é nada." As mulheres frequentemente relativizam a dor. Como resultado, podemos não obter o cuidado que precisamos desesperadamente.

Seja específica sobre seus sintomas. É útil se anotar seus sintomas de dor diariamente, para que você possa saber quantas vezes sente dor. Mantenha um “Diário de Dor” onde descreve todos os seus sintomas, quando eles ocorrem, quanto tempo duram e a intensidade da dor. Esboçar um mapa de dor de seu corpo que mostra ao médico a localização exata da dor também é útil no diagnóstico e tratamento da endometriose.

Com informações específicas, você pode informar com precisão o seu médico sobre seus sintomas.
Por exemplo, você pode dizer:

“Dois meses atrás, eu comecei a ter dor durante a relação sexual. Eu tenho uma profunda dor e sensações de queimadura na penetração profunda, às vezes até mesmo duas horas depois. Acontece com mais frequência no meio do meu ciclo"

Não fique envergonhada dos seus sintomas. Fale em linguagem direta que torne seus sintomas claros para o seu médico.

Simplesmente dizer que você tem "câimbras" geralmente não levanta uma bandeira vermelha na mente do médico. Mas dizer ao médico que você tem uma dor afiada como uma faca na sua pelve inferior por cinco dias durante o mês faz. Ao fornecer descrições específicas, você pode desempenhar um papel importante na obtenção de um diagnóstico e plano de tratamento corretos.

Se o seu médico não ouvir:

Se o seu médico minimiza os seus sintomas, diz que é tudo da sua cabeça, para "apenas relaxar", recomenda gravidez como um tratamento, ou dá-lhe medicação sem um exame físico completo, seria melhor considerar a hipótese de procurar a opinião de outro médico que irá te ouvir e entender. As mulheres com endometriose muitas vezes sofrem anos com diagnóstico errado, porque ninguém nunca as ouviu.

Você pode ter que ser persistente para encontrar um médico que irá trabalhar com você.

Obter uma referência:

Se está claro que seu médico não pode fornecer o grau de cuidados que você precisa (ou simplesmente os dois não se entendem), peça uma indicação de outro especialista. Você pode dizer algo como: "Eu não estou confortável com o plano de tratamento que você delineou. Eu gostaria de uma referência de outro ginecologista".

Resumo:

Desenvolver um bom relacionamento médico-paciente leva algum tempo, mas vale a pena quando você encontra alguém em quem você pode confiar. A melhor maneira de obter bons cuidados é:

·         Seja persistente;
·         Não minimize seus sintomas;
·         Procure até encontrar as respostas de que necessita;
·         Pesquise, leia e converse com outras mulheres com endometriose.

 
           Fonte: Endometriosis.org

Um comentário:

  1. Maravilhoso e de um benefício gigantesco para quem assim o fizer!
    Gratidão por vocês ajudarem tanto e desmitificar essa doença que tanto maltrata as mulheres!
    Beijos 💪🌻💛

    ResponderExcluir