segunda-feira, 9 de fevereiro de 2015

COMO PASSEI MINHAS 34 SEMANAS DE GRAVIDEZ!

Uma das fotos do making of fo ensaio gestante de Caroline Salazar - Foto: Marcos Vieira
Nossa, como o tempo voa!! Parece que foi ontem que anunciei minha gravidez, já com quase 4 meses. Logo, logo estarei com minha princesa em meus braços. Já estamos no fim da 34ª semana! A famosa frase repetida por toda grávida: “Aproveite cada momento sua barriga.. a gravidez passa muito rápido”, é a mais pura verdade! Como o blog não é focado nisso, não escrevi mais nada sobre minha gravidez, mas hoje vou falar um pouco de como passei esses oito meses. Uma das minhas preocupações ao pensar em gravidez era justamente o fato de enjoar, de vomitar. Confesso que tenho pavor de vomitar (risos). Meus dois primeiros trimestres foram incríveis. Não tive nenhum enjoo, nenhum incômodo. Nem desejos tive. Até o sexto mês (24 ª, 25 ª semanas) era como se não tivesse grávida. Depois, não sei se foi o calorão, mas tive algumas crises de dor de cabeça. Vi que isso é normal em muitas grávidas por conta das oscilações hormonais. Também o tempo não ajudou e começou a esquentar muito, mas graças a Deus só tive essas dores até meados de dezembro. Mesmo com o calor intenso de janeiro não tive nenhuma dor de cabeça, por incrível que pareça! Porém, no sétimo mês (por volta da 29ª semana) além do inchaço nos pés e nas mãos, comecei a ter formigamento. Em especial, na mão direita e nos meus dedos. Como eu trabalho com meu cérebro e minhas mãos, principalmente, a direita, esses poucos sintomas que tive e ainda estou tendo me incomodam.

Sou muito elétrica, ligada nos 220V e, não sei se pelo fato de eu dormir pouco (no máximo 6 horas por noite), mesmo trabalhando em casa, não consegui deitar em nenhum momento durante a tarde. Sei que cochilar nesse período é benéfico para as gravidinhas, mas eu não consegui. As únicas três vezes que deitei nesse período do dia foi por causa das malditas dores de cabeça, onde meus olhos pesaram e não conseguia abri-los. Fui obrigada a descansar! No começo dá muita fome, dá vontade de comer à noite, na madrugada. Abusei muito das frutas. Ainda faço isso e, talvez, justamente por isso quase não engordei . Pelo meu biótipo imaginei que engordaria mais. Até agora foram pouco mais de nove quilos, sendo dois quilos e 400 gramas da Bárbara, que já estava com 47 cm em 05 de fevereiro. Meus seios esses sim cresceram (risos). Senti que minhas coxas ficaram um pouquinho flácidas, mas a fisioterapeuta disse que isso também é “culpa dos hormônios”.

A partir do terceiro mês, com o aval do doutor Hélio Sato, comecei a fazer Pilates duas vezes por semana. No último exame de tolerância à glicose, que fazemos lá pelas 24, 25 semanas houve uma pequena alteração com “Início de intolerância à glicose”. Nas 27 ª semana, no início do inchaço, comecei a fazer drenagem linfática uma vez por semana. Passei a ter formigamentos, dores e dormência nas mãos, em especial, na direita constantes, e com o passar das semanas, aumentaram muito. Tudo indica que desenvolvi a síndrome do túnel do carpo, algo comum em quem faz trabalho repetitivo, mas também muito corriqueiro entre as gestantes. O pior é que tenho trabalhado muito, principalmente, por conta da 2ª edição da “EndoMarcha”. Você mora em algumas das cidades participantes? Se sim, já fez o seu cadastro? Inscreva-se gratuitamente aqui. Então, imagina como ando! As dores, o formigamento ficam piores na madruga. Já estou me acostumando a não dormir (risos). Fora isso está tudo bem e a Bárbara está super saudável. Isso é o que mais importa. É bem delicadinha para mexer. Realmente essa sensação é indescritível. É maravilhoso e estou curtindo muito esse momento “eu e ela”. Por enquanto, ela é exclusiva minha (risos)! Já começo a sentir saudades da minha barriga!


Making of do meu ensaio gestante bem diferente e exclusivo!
Fotos: Marcos Vieira

 Montagem com detalhes do quarto da Bárbara. Claro, não
poderia faltar a luminária de Santa Bárbara 
Em novembro viajamos aos Estados Unidos para fazer o enxoval. Realmente tudo é mais barato em Miami. É o famoso BBB – bom, bonito e barato. Compramos roupas básicas, do dia a dia para até os 9 meses. Ela já tem muitos vestidinhos que ganhou das avós e das titias. É a primeira neta de ambos os lados. Estou até vendo como será amada e mimada! O quartinho dela providenciamos tudo agora. Compramos os móveis em janeiro, tudo branquinho, um papel de parede muito delicado, moderno e, ao mesmo tempo, que remete algo mais antigo. No último sábado, dia 07, ele tomou forma e conteúdo. Foi feita a decoração. Lúdica, simples, moderna.. simplesmente maravilhosa! Amei! Tudo feita pela Santa Graça STGQuando o quarto tiver pronto, com o berço e o mosquiteiro postarei mais fotos para vocês. Por enquanto deixo uma montagem que postei no Instagram. Ainda faltam alguns itens. O berço vai chegar só no início de março, mas como no começo ela vai dormir no meu quarto, no berço portátil mesmo, então, estou tranquila. O mosquiteiro já está pronto, mas só será colocado depois. O tapete é um mimo, foi feito com mais de mil pedaços de tecidos.  


Detalhe do fio de luzes e tecidos feito
pela Santa Graça STG
Estamos na contagem regressiva. Nesta quarta fazemos 35 semanas. Pré-natal toda semana e, neste ano, meu Carnaval será no sofá. Nesta semana faço também o último exame e, realmente, a gravidez passa muito, muito rápido. Aproveite todas as fases. Eu que não ia fazer as tais fotos de grávida, fui convencida pela minha irmã Renata a fazê-las e, por acaso, fiz no auge das 33 semanas (e haja pés para as poses!) com o grande fotógrafo e amigo Lailson Santos. Não vejo a hora de vê-las. Por enquanto tenho apenas um pequeno making of. Agradeço a Deus pela benção recebida. Adorei ficar grávida. Não penso em uma próxima, mas o futuro a Deus pertence. Por isso mais um motivo para ter curtido muito a minha 'Bárbara barriga'. Um beijo carinhoso!! 

Um comentário:

  1. Gostei muito da história da sua gravidez. Obrigado por partilhar.

    ResponderExcluir