terça-feira, 9 de dezembro de 2014

COMENTÁRIO-DESABAFO DE UMA LEITORA: "CUIDADO QUANDO O MÉDICO É MUITO FAMOSO"!!


imagem cedida por Free Digital Photos

Há pouco menos de dois meses recebi no blog um comentário-depoimento-desabafo de uma leitora em relação ao atendimento que ela e seu marido tiveram de um especialista em endometriose. Infelizmente, em todas as áreas estamos sujeitas a esse tipo de atendimento. Em especial, quando a pessoa eleva à sua cabeça à fama que conquistou durante sua carreira. Isso eu disse em qualquer área, não apenas na medicina ou necessariamente em endometriose. Ser famoso não significa ser o melhor. Aparecer na mídia também não quer dizer que esse ou aquele é o melhor. Esse post é um alerta a todas as pessoas, em especial, às endomulheres. Ter um atendimento único, já que cada caso é um caso, olhar nos olhos do médico, sentir suas palavras e confiar em tudo que ele fala, quando ele passa segurança (porque em muitos casos isso pode não acontecer) e ser atendida por aquele que vc procura fazem toda diferença no atendimento personalizado que precisamos ter. Por isso, o mais importante quando você quer um bom especialista, em especial, quando decide fazer a cirurgia é consultar outras pacientes para saber como é o tratamento que um determinado médico dá às suas pacientes. Leia com atenção! Beijo carinhoso!!

"Oi meninas, fiquei muito feliz ao ler sua história, mas tenho que alertar para quem irá ler sua história minha experiência. Sou nova por aqui e sei exatamente como é a dor de não ver seu sonho concretizado, por isso espero ajudar... Gostaria de compartilhar minha experiência para que vocês não passem pelo mesmo que eu. Fiz cirurgia de endometriose com um dos médicos mais renomados do Brasil (se não for o mais), em fevereiro de 2014. Após a cirurgia, ele me falou da FIV e decidimos fazer, porém não gostei do atendimento dado a nós pela sua clínica e nem pelo próprio médico. Durante todo o processo da FIV, só vi esse médico famoso uma vez, no primeiro dia, onde fechamos os valores. Depois que demos os cheques no primeiro dia, durante todo o processo, sempre que chegávamos à clínica éramos atendidos por um estagiário ou residente, e eles nos informavam que o doutor ban ban ban estaria no dia da coleta e da transferência. Quando chegamos para a coleta dos óvulos, novamente fomos atendidos por estagiários da clínica e não vimos o tal médico. Tentávamos falar com ele, mas ele não retornava às nossas ligações ou e-mails. Na transferência, quando chegamos ao hospital fomos avisados novamente que ele não estaria, e o médico que nos atendeu nunca havíamos visto. A FIV deu negativa e, até hoje, não conseguimos qualquer contato com o médico, que aparece em muitas reportagens sobre endometriose.  Não o recomendo, pois o tratamento é bem caro, e ele serve somente para chamar pacientes, pois depois que fechamos o contrato é a equipe dele de estagiários que faz todo o processo”, depoimento deixado por Anônima em 17 de outubro de 2014, num dos posts da coluna histórias das leitoras.

Este não é o primeiro comentário sobre “médicos renomados que não atendem suas pacientes”. Porém após mais um comentário-alerta-desabafo de uma leitora resolvi escrever este artigo. É muito difícil indicar um bom especialista em endometriose, sabe por que? Porque um bom especialista não é somente aquele que faz uma cirurgia perfeita, que irá retirar todos os seus focos e te dá uma esperança de cura da doença, que te dá esperança de viver sem dor. Ao meu ver, um excelente especialista é aquele que além de tudo isso, te escuta com todo cuidado, que te ampara em suas palavras, que não te ataca, que não te chama de louca, que entende suas dores e que ainda te diz: “confie em mim, eu vou te ajudar e você vai voltar a ter qualidade de vida!” Ou seja, que está no consultório para te atender. Por isso, aqui no blog somos seletivos quando o assunto é indicar especialistas. Um dos meus critérios é falar com o máximo de pacientes do médico possível, para ver como elas viviam antes da cirurgia, como estão após a cirurgia, e como ele atende no consultório. Uma das minhas perguntas é: “mas é ele mesmo quem atende? É ele mesmo quem faz os procedimentos realizados em consultório?” Certa vez, quando fui indicar um médico ouvi de uma leitora que ela iria em outro por este ser mais famoso e por aparecer muito na mídia.

Como jornalista, sei que quase 100% dos médicos que aparecem na grande mídia são de associações médicas e ou especializadas no assunto. Ou porque determinada clínica e ou algum lugar que o médico é ligado (e isso não quer dizer apenas as associações) são anunciantes da tal mídia ou do grupo e, por isso, esses anunciantes indicam os médicos que melhor lhe representam. Por isso comparar fama com o atendimento que a paciente terá no consultório não tem nada a ver. Prova disso é o comentário que inicia esse post. Eu preferi ocultar a identidade do médico e da clínica, apesar de a leitora Anônima ter mencionado ambos em seu comentário no blog. A discussão aqui não se diz respeito a um ou a outro médico, mas a todos que tem já um nome conhecido no mercado e que deixam de atender suas pacientes, passando-as a seus assistentes ou aprendizes. Se alguém marca a consulta com determinado médico é para ser atendida por ele e não outra pessoa. No comentário da leitora, o médico não atendeu no consultório e muito menos realizou os procedimentos da FIV. Será que ele a operou? É extremamente indispensável que esses médicos treinam futuros profissionais, passando seus conhecimentos a eles.

Porém a questão é a pessoa pagar pela “marca do médico” e ser atendido por outro. Isso não é nem um pouco agradável para quem esperou tanto para ser atendido por tal profissional, e muito menos ético. Por isso é muito importante as novas pacientes ouvirem as antigas pacientes, e não ir atrás de “marca” e, sim, de qualidade. Isso vale para a medicina no geral. 

6 comentários:

  1. Na verdade, esse caso relatado cabe um processo judicial. Acho inclusive que a paciente lesada deveria fazê-lo. Uma vez ganhando a causa ela teria recursos para repetir a FIV e ter sucesso. O tratamento médico é um procedimento chamado "personalíssimo" no direito, onde o paciente escolhe AQUELE médico específico por acreditar em seus dotes em realizar determinado procedimento, não podendo de forma alguma ser substituído por outro médico. Torço muito para que a amiga consiga resolver essa situação, pois além de doer e muito no bolso, imagino como deve estar doendo na alma!

    ResponderExcluir
  2. Passei pelo mesmo problema. Como não tenho dinheiro tente o atendimento no SUS, e um renomado médico de Brasília, me atendeu. Nem sequer me examinou, só perguntou o que tinha e mandou eu tomar AC. Na saida perguntei as pacientes dele se era sempre assim, pasmem uma me respondeu que nunca foi examinada, e consulta já a 3 anos.
    Resolvi então desembolsar RS300,00 reais e marcar uma consulta em uma clinica, meu marido marcou e nem sabia qual era o medico. Era o mesmo que me atendeu no SUS, ele não me reconheceu, e lá foi muito diferente, 40 minutos de consulta, com pedidos de exame e agora o mesmo me examinou. Até onde vai a indústria da medicina, no SUS pouco caso no pago atendimento vip.

    ResponderExcluir
  3. Passei em um médico bem conhecido do grupo para pegar uma segunda opinião.
    O que ele me disse foi o mesmo que outros médicos já me disseram, mas quando deixei claro que não tinha grana para operar com ele e muito menos fazer a FIV bastou.. virei mais uma, porém ele não viu os cifrões em meu rosto. Estou sendo atendida por especialista do plano mesmo. Não tenho muita referência, as consultas precisam ser rápidas porque o plano lota a agenda do médico e é visível porque o corredor sempre esta cheio de mulheres aguardando para serem atendidas,.. Tudo é mais demorado, é triste, mas á óbvio.. O plano não vai sair por ai liberando cirurgias caras,.. nesse caso não é culpa do médico... Mas tanto a gineco quanto o procto me atenderam bem e senti segurança com os dois. Só o fato de me respeitarem como paciente já valeu. Não tenho opção, só torço para que continuem no plano.

    ResponderExcluir
  4. Seí qual é a clinica/hospital e passei pelo mesmo incoveniente, a diferença é que não cheguei a fazer o tratamento nessa clinica por ter esse atendimento de médicos estagiários que estão no começo da reproduçã humana, o médico especialista só me atendeu uma vez e depois era outros estagiários que nunca tinha visto me atendeno...A clinica/hospital tem o preço alto no tratamento, com propaganda de especialistas em endometriose, mas na verdade quem faz toda a fiv são médicos que estão iniciando na reprodução humana, ainda bem não cheguei a concluir o meu tratamento nesse lugar, acabei fazendo com outro profissional, ainda não deu certo ...Mas pelo menos fiz todo o procedimento com único médico experiente em reprodução humana...

    ResponderExcluir
  5. Meninas li o depoimento de vocês e fiquem indignada também. Além do descaso do médico com FIV, muitas de nós penamos para conseguir a videolaparoscopia. Hoje alguns planos de saúde cobrem este procedimento e descobri recentemente -sentindo na própria pele- que os médicos renomados não atendem/preferem não atender quando o plano de saúde é de quarto coletivo/enfermaria. Sabe por quê? o valor pago ao médico pela cirurgia é menor do que o valor pago quando o paciente tem plano no quarto particular. A cirurgia é a mesma. Por isso, qdo os renomados médicos perguntam se seu plano é quarto ou enfermaria é para adiar ou antecipar sua cirurgia porque sem dúvida aquelas que pagam plano com quarto individual farão cirurgias primeiro e as demais quando der. Isso quando os médicos não indicam a mudança de plano para quarto particular alegando que a cirurgia requer mais cuidados, que é de alto risco -toda e qualquer cirurgia é de alto risco- tudo isso para ganhar sempre mais e mais e adquirir mais fama. E o "ser humano" que se dane. Os renomados fazem de tudo para você desistir e procurar outro especialista que faça esse tipo de cirurgia pelo convênio de enfermaria. Isso eu digo porque aconteceu comigo. Quando descobri porque a renomada médica de Belo Horizonte/MG em endometriose fazia isso com suas pacientes. Tive a oportunidade de conhecer outras mulheres que consultavam com a renomada médica e aconteceu isso. E tive a oportunidade de conhecer excelentes profissionais que farão em breve a minha cirurgia -agosto/2015. Desculpe pelo desabafo. Como já não bastasse as dores da endometriose ainda enfrentamos esses descasos dos renomados médicos

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Anonima boa tarde,

      Gostaria muito de trocar experiencias com voce, pois sou de Belo Horiozonte e estou muito perdida em relação a medicos. Ja passei por varios, e ainda estou hiper insegura, porque preciso fazer uma cirurgia aberta e uma video ao mesmo tempo. se puder ficaria imensamente grata.Meu nome é Cissa e meu email é cissaconi75@gmail.com. obrigada

      Excluir