quarta-feira, 9 de fevereiro de 2011

ENDOMETRIOSE EM INSENSATO CORAÇÃO, NOVELA GLOBAL DAS 9!!!

Na última semana, recebi um e-mail da minha querida leitora Sirlene com o assunto: Endometriose na novela da Globo. Rapidamente, abri-o e dei de cara com uma matéria de um jornal carioca, datada em 15 de janeiro. Mas, para minha desilusão e, tenho certeza, para a de muitas portadoras de endometriose, o folhetim vai tratar apenas daquilo que já se conhece sobre o tema: a infertilidade. Eu não tenho tempo de assistir novelas e, para ser sincero, após estudar jornalismo, onde eu tive algumas aulas só sobre esse tema, eu não assisto mais a elas com o mesmo olhar da antiga espectadora. Corri para ver se eu tinha o e-mail de alguns dos autores, mas sem sucesso. Aí, recorri à minha superamiga Marina. Ela tinha apenas o do Ricardo Linhares, que garantiu ser supersimpático. Imediatamente escrevi para ele. Em primeiro lugar, agradeci por serem os primeiros autores a falarem sobre esse drama que afeta, hoje, de 10 a 15 milhões de brasileiras. Depois, contei um pouco do meu caso, da minha endometriose, da minha cirurgia, da dispareunia e, principalmente, sobre a minha fisioterapia, a uroginecológica. De fato, Ricardo é supersimpático e atencioso! Enviei na madrugada e, no dia seguinte, quando acordei, já tinha a resposta dele na minha caixa de entrada. Ele ficou chocado com o meu caso, disse que o meu depoimento é impressionante e, que não tinha noção de tudo isso. Falou também que o caso da Carol (personagem de Camila Pitanga) foi inspirado no de uma conhecida deles, que, no caso dela, a doença ‘regrediu’e, que, por isso, ela conseguiu e engravidar. Expliquei a ele que a doença é progressiva, por isso é impossível ela regredir. Ricardo disse ainda que, se tivesse conhecido o meu caso antes, poderia servir de inspiração para enriquecer a trama e também para alertar às mulheres de como a doença é cruel. Mas, como as cenas já foram escritas e gravadas há algum tempo, não tem como mudar. Uma pena! Prontamete, respondi-o agradecendo por tudo e falei que, se eles usarem a gravidez como um tipo de ‘tratamento’ está certo, mas se usarem como ‘cura’ para a endo está errado, pois, infelizmente a doença ainda não tem cura. Queria eu dizer aqui, que a endo tem cura, mas não, não tem. Pelo menos por ora! Mesmo assim, eu já estava com a ideia e, com um e-mail pronto para enviar a outro autor, que eu conheci em 2009. Ainda não vou falar qual é, mas depois dele, tenho outra lista de autores para tentar. Essa é a primeira vez que alguém trata do tema e, quem sabe, não é uma porta que precisávamos para outros autores passarem a falar sobre a endometriose também. Vamos acompanhar Insensato Coração e ver como ficará a endometriose da Carol. A verdade é que nem os próprios ginecologistas conheceme acreditam na doença. Por isso, não podemos julgar ninguém, pela falta de conhecimento. O que falta mesmo, para que todos tenham noção do quanto ela é perigosa, é informação e uma campanha esclarecedora. Mas também, falta a boa vontade, por parte das pessoas em querer ouvirem e entender a complexidade da endometriose. Beijos com carinho!

22 comentários:

  1. Boa Carol!! continua escrevendo que um dia a cura virá!

    ResponderExcluir
  2. Mááááá.... escrever e ajudar pessoas são as únicas coisas que me consolam e, que me faz feliz por ter endometriose. Amo muito vc!! Vc faz muita falta!!! Vc é a única amiga que tenho de verdade. Louca para te visitar e não voltar mais!

    ResponderExcluir
  3. Bom dia..Caroline..

    Sei bem como é ter essa doença, pois convivo com ela também a anos, tenho 30 anos sou casada a 10 anos e não consegui até hoje engravidar por conta dela.Mas essa semana eu resolvi desistir de tudo, pois já não tenho mais esperança de um dia engravidar, estou me sentindo um fracasso como mulher, espero que Deus de muita força para quem sofre desse mal.Mas meu sonho para por aqui.

    Abraço

    ResponderExcluir
  4. Anônimo não se sinta assim... Vou repetir a você a mesma frase que recebi do meu irmão. "Qual a diferença entre querer muito que alguém nasça ou querer muito que alguém não morra? Não podemos interferir". Eu tb sofro de endometriose, compreendo perfeitamente seus pensamentos, porque não posso negar que me vejo assim em alguns momentos: desanimada! Mas em outros penso no que meu irmão me falou e lovou a Deus por não ter uma doença mais grave, que poderia tirar minha vida. Vamos fazer nossa parte e Deus se encaminha do resto... Beijos no seu coração

    ResponderExcluir
  5. Oie é difícil responder quando as pessoas não deixam o nome. Mas o Anônimo 2 tem razão. Vc não pode desistir dos seus sonhos, Anônimo 1! Temos que ir à luta! Vc faz o seu tratamento certinho? Se vc morar em São Paulo, eu posso ajudá-la indicando o meu médico. Se vc quiser se enviar e-mail, fica à vontade. Tenha FÉ, somente ela move montanhas! E, como diz o ditado: a esperança é a última que morre! Beijo grande em seu coração, que Deus esteja sempre contigo! Obrigada, Anônimo 2, obrigada pelas palavras!

    ResponderExcluir
  6. Poxa, ja tentei esta é a terceira vez que vou lhe enviar esta mensagem, querida anônima 1, por favor leia o Salmo 46 todos os dias, pois quando desistimos e jogamos a toalha, aí o Senhor nos carrega em seu colo. Por favor me diga que esta aqui, pois somos templo do Espirito Santo, não podemos prejudicar este templo. Em apocalipse diz que do outro lado o fogo não se apaga e o bicho não morre, por isto te digo, você é especial para Jesus, Ele te ama muito, se precisar de nós, nos ligue,sou portadora a 24 anos, sei o que esta falando, por favor conte conosco você não esta só, ligue 11-2387 5125, email; nogueira.mariahelena@gmail.com, estamos aqui para nos darmos as mãos, Carol também é preparada para atende-la. Sempre que quiser desabafar ligue, ou mande email, Um grande abraço em Cristo Jesus. Conte conosco.

    ResponderExcluir
  7. Ah que bom seria se esses autores pegassem um pouquinho de cada estória e criassem um personagem que vivesse realmente a realidade de uma pessoa com endometriose que como eu por exemplo perdi meu emprego pq precisava sair para tomar a zoladex. Obrigada por mais esse espaço

    ResponderExcluir
  8. Cristina X de O Rosa8 de março de 2011 01:41

    Ola,
    Gostaria de compartilhar um pouquinho da minha luta contra a endo tbm. Sofro desde que iniciou minha mestruação por volta dos 11 anos. Tinha ciclo abundante, 10/16 dias. Febre e muita cólica. Com 18a, fiz minha primeira cirurgia, pensandi-se ser câncer, já que não se falava da endo. Pelos médicos não iria engravidar...mas por promessa de Deus tive 2 filhas, cesárianas, de risco e pre-maturas. Depois disso, ainda operei 3x e fiz um tratamento com zoladex (injeção usada no tratamento de câncer, aplicada na barriga). E nos meus últimos exames de rotinas constatou-se novamente um foco e a necessidade de cirurgia. Os médicos não acreditam, poi já fiz estere total. Não tenho nenhum órgão, a não ser o intestino e bexiga. O qual, segundo o meu médico, por ter muitas aderências das cirurgias, estou desenvolvendo uma doença chamada de crohn (no intestino delgado) estou em tratamento a 2 ms, e sofrendo muito. Essa doença nos suga. Nos prima dos sonhos e objetivos...mas não desisto. Mesmo em meio a tudo isso, sempre sigo em frente, com fé e agradecida a Deus. No momento mesmo, estava fazendo Tec de Adm, e agora consegui pelo Prouni entrar na Faculdade de Petróleo e Gás.
    Grata por vc estar nos ajudando a divulgar essa doença tão pouco conhecida e divulgada, que nos faz sofrer de corpo, alma e coração.
    Desejo que unidas, possamos encontrar graça aos olhos de nossos governantes, para que abram as portas, nos auxiliem nessa dolorosa luta.
    Que a Graça e a Paz de Deus, esteja sobre seu viver.
    Cris Mongaguá/São Paulo

    ResponderExcluir
  9. Cristina Xavier de Oliveira Rosa8 de março de 2011 02:30

    Esqueci de informar:
    Hoje tenho 41 anos, minhas filhas 20 e 17 anos, as quais levo no ginecologista desde suas primeira mestruação, devido já sofrerem os mesmos sintomas que eu...Tomam anticoncepcionais para tentar regular o ciclo, aliviar as dores.
    Eu faço reposição hormonal. Tomo remédio de pressão, que passou a subir desde o tratamento com zoladex.
    E muitas outras sequelas tenho sofrido no dia a dia.
    Mas, deixo aqui o meu desejo, que tenham paciência, muita Fé em Deus e nunca desistam. Eu hoje acabado de completar meus 41 anos, sempre pedia a Deus pra chegar ao menos aos 40anos, que minhas filhas já estariam moças.
    Ultrapassado, ddesejo chegar ao fim, luto, me arrasto, mas sigo em frente!!!

    ResponderExcluir
  10. Fiquei triste e ao mesmo tempo feliz .triste por saber que provavelmente tenho endo. e feliz por ter descoberto. Começarei o tratamento o mais rapido possivel.

    Juciani Fernandes/São jose do rio preto .

    ResponderExcluir
  11. Oie Juciani, não fique triste, não! Estamos juntas nesta luta. Você não está só. Você precisa começar o tratamento o mais rápido possível, viu. A endo é uma doença crônica e progressiva, não deixe pra depois. Estou aqui para ajudá-la no que for preciso. Tenha FÉ que tudo vai dar certo. Se precisar de algo, mande e-mail, tá. Beijos com carinho!

    ResponderExcluir
  12. Oie Cris, de Mongaguá, como vai? Olha, você é uma guerreira, viu. Não pode desanimar nunca. Você está muito jovem para desaminar, viu. Se quiser contar a sua história, o blog está aberto, ele é de todas nós, portadoras de endo. É só enviar por e-mail. Se vc tiver condições de vir pra São Paulo, tenho ótimos especialistas que atndem por convênios e, até mesmo, pelo SUS. Você pode ver tanto o seu caso, como o de suas filhas. Uma das poucas coiasas que se sabem sobre a endo, é que ela é hereditária, viu. Se precisar de ajuda, é só enviar e-mail: carolinesalazar7@gmail.com. Não desamine, estamos juntas nessa luta. Fazer histerectomia total, não significa que você estará curada. Avisa aos médicos. Algumas pessoas, quando retiram os seus órgãos reprodutores se curam, mas não todas. Isso depende do organismo de cada mulher. Outras levam anos para a cura. A irmã da Lia é um exemplo. Ela só se livrou da endo, dois anos após retirarem todos os seus órgãos reprodutores. Por isso, a endo ainda é considerada como uma doença enigmática. Seja bem vinda ao blog. Qualquer coisa grite! Beijos com carinho!!

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. adorei ler esse blog ,pois sou portadora de endo e sofro muito mas, tenho muita fé em Deus e o pior levei anos pra descobrir e sofro por ñ conseguir engravidar! vou começar agora visitar alguns médicos pra ver o que dizem . bjus a todas e eu estou arrasada pois cada pessoa que fala sobre a endo mim deixa la em baixo e eu fico cada vez mais desanimada ! bjusss

      Excluir
    2. Olá, Deusa!
      Tenha fé, minha querida, que em breve o seu bebê virá. Deus sabe muito bem o que fazer com cada uma de nós. A endo é uma doença que pode fica grave, sim, mas apenas se ela não for controlada. Por isso não podemos jamais abandonar o tratamento. Fica bem! Beijos com carinho!!

      Excluir
  13. Oi,eu tenho 31 anos e descobri a 1 ano que tenho endo, já fiz tratamento durante esse 1 ano com Zoladex , onde foi um tratamento mto difícil devido as reações e agora vou fazer uma videolaparoscopia, tenho muita esperança de poder ter um filho.

    ResponderExcluir
  14. Oi, tenho 40 anos tive mtos problemas com endometriose na minha vida..ate descobrir este problemas ja passei por momentos ruins.Fazia exames e nenhum descobria a causa da minha dores e pq engravidava e perdia,o meu deus que sofrimento.Ate que um dia enfim descobrimos que era endometriose ate chegar a este diagnostico meu marido foi operado da faricocele a duvida era o problema era dela..nao era meu mesmo entao ao fazer uma videolaparoscopia foi rretirado meu ovario D por causa da doença.Apartir dai começo novamente minha luta de engravidar...fiquei neurotica minha menstruação atrazava la tava eu no laboratoria fazendo exame para ver se estava gravida e nada...Ate que um belo dia a surpresa fiqueu gravida que felicidade...Tive algum sangramento do inicio mais graças a deus foi tudo bem ate minha filha maravilhosa nascer...Apos a cesariana meu medico chergou em mim e veio uma surpresa incrivel ate esta a endometriose tomando conta de todos meus orgaõs.Apartir dai meu medico me disse que o tratamento desta doença e nao ter menstruação,começo entao e tomar deprovera de 3em3 meses tenho mtas duvidas sobre isto e fora a dor insuprtavel que tenho na relação sexual sera que esta dor e devido a endometriose? Por favor mes responda.Nao sinto mais colicas estou bem apesar desta dor..BJS..

    ResponderExcluir
  15. Olá Boa tarde... meu nome é Juliana, tenho 19 anos, não conheço bem a doença e sou muita curiosa pra saber o que realmente é e causa a endometriose. Desde da minha 1ª menstruação sindo muitas cólicas e chego até ter enchaqueca e enjoo por causa das dores. Quando fiz 17 anos descubri estar gravida de uma menina. Desde o inicio a minha gravidez foi de risco então a acabei tendo um parto cesaria e a minha filha nascendo de 37 semanas(prematura). Logo depois da cirurgia começei a sentir dores muito piores das que ja tinha antes, menstruei 8 meses seguidos. Hoje tenho varios problemas ginicologicos, e o meu médico suspeita de endometriose. Estou aguardando para fazer um exame que chama videolaparoscopia e estou com muito medo. Queria saber mais sobre a doença e seus sintomas que ate hoje não estão muitos claros pra mim.

    Obrigado pelo espaço!!!

    ResponderExcluir
  16. Pry
    Olá..vi o blog e resolvi contar meu caso também..
    Tenho 24 anos e desde os 13 tenho endometriose, aliais se passaram algumas menstruações até aparecerem os sintomas. Sentia dores fortissimas que todo ciclo parava no hospital, até então os médicos não achavam que poderia ser endometriose numa menina de 13 anos, apos passarem 5 anos..e a doença se agravar descobri uma médica que interrogou uma possivel endometriose. Fiz uma laparoscopia aos 18 e não tinha mais jeito perdi a trompa direita..e um pouco das chances de ser mãe.
    Depois a doença voltou e me tirou um pedaço do colo do útero.
    Mas sabe Deus sabe de todas as coisas.. aos 24 anos..tenho uma esperança e muita fé de um dia conseguir ser mãe e se não for gerado do meu próprio ventre será gerado do meu coração com muito amor. Pois pais são aqueles que educam e criam não os que geram muita das vezes.
    Fico feliz que uma novela das 9 tratar desse caso, que por incrivel que pareça quase ninguém sabe ainda.
    Obrigada pelo espaço.. bjOs a todas e fé no coração de cada uma!

    ResponderExcluir
  17. meu nome e Alexandra descobri que tinha endo em fevereiro desse ano 2011 fiz cirurgia depois fiz tratamento com zoladex agora vou terminar o tratamento em outubro e ai vou fazer uma ressonancia para ver como esta a doença depois vou fazer tratamento para engravidar não e fácil mas tenho fe em DEUS que vou conseguir!! obrigada pelo espaço bjs;;;;;

    ResponderExcluir
  18. VALEU!!! GOSTARIA DE CONVERSAR UM POUCO COM CAROLINE SALAZAR POIS PRECISO DE ALGUEM PRA MIM ACALMAR MINHAS AMIGAS Ñ ENTENDE BEM SOBRE A ENDO, MIM DEIXA ARRASADA !!! ESSE BLOG MIM AJUDOU MUITO CADA DEPOIMENTO EU MIM VIA !BJUSSS

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Olá, Deusa como vai?
      Você quer falar comigo, escreva para carolinesalazar7@gmail.com que terei o maior prazer em ajudá-la. Eu sei muito bem o que está passando. Só quem tem endometriose é que sente e entendo o que passamos. Mas você precisa ficar calma. O que está acontecendo? Você está em tratamento? Fico muito feliz que você gostou do blog, pois ele é feito com muito amor carinho. Seja muito bem-vinda e boa leitura! Fica bem, mas estou aqui para lhe ajudar. Espero seu e-mail. Beijos com carinho!!

      Excluir
  19. Carol,se me permite lhe chamar assim,eu aaameeeei seu blog!Estava pesquisando sobre a doença,á procura de mais informações,e encontrei seu blog.Sou gaúcha,mas moro na sua cidade natal,em Rio Verde/GO.Desde então me chamou a atenção.Eu acredito que devo estar no começo desta doença.E eu sinceramente me sinto um pouco assustada,porque eu ainda não sou mãe,tenho uma idade um pouco avançada,37 anos e pra piorar ainda tenho hipotireoidismo.Mas sei lá,tenho medo da infertilidade pelos dois lados,mas o sonho de ser mãe é mais forte do que tudo que vc possa imaginar.Por isso quero acompanhar o seu blog e ir me atualizando sobre tudo que há sobre a endo.Eu queria lhe mandar um email contando a minha história de como tudo começou,pra mim tudo foi um quanto estranho e dolorido demais.Obrigado pela atenção!Beijos!

    ResponderExcluir