terça-feira, 23 de maio de 2017

"SAÚDE E BEM-ESTAR": VARIZES NO COLO DO ÚTERO OU NOS OVÁRIOS PODEM CAUSAR DORES ABDOMINAIS CRÔNICAS!

Fonte: CEC

Muitos sintomas da endometriose são bem parecidos com os de outras doenças ginecológicas. Você sabia que dores abdominais crônicas, dentre elas, a cólica muito forte, e a dor durante a relação sexual podem ser sinal de varizes pélvicas? Pois é, essas veias dilatadas que surgem principalmente no  útero e nos ovários causam muita dor. No texto "Minha dor e devido à endometriose?" o doutor David Redwine descreveu com clareza algumas das doenças ginecológicas que têm os mesmos sintomas da endometriose. Por isso ser acompanhada pelo profissional que realmente saiba distinguir as doenças uma das outras faz toda diferença. Até porque se a doença não for corretamente diagnosticada, como ela será efetivamente tratada? Neste texto a doutora Graciela Morgado, ginecologista e especialista em endometriose, fala o que são as varizes pélvicas e explica os sintomas da doença.  Ter ao seu lado um médico de verdade, principalmente aquele que te escuta, que pergunta sobre  "a pessoa" é muito importante. Beijo carinhoso! Caroline Salazar

Por doutora Graciela Morgado
Edição: Caroline Salazar

Varizes no colo do útero ou nos ovários podem causar dores abdominais crônicas


Muitas mulheres sofrem com dores fortes durante o período menstrual. E nem sempre a origem desta cólica mais forte é endometriose. Muitos sintomas da doença são bem parecidos com os de outras patologias. Você sabia que a formação de varizes pélvicas pode ser um dos motivos das cólicas abdominais intensas e da dispareunia. 

As varizes pélvicas se formam por causa da dilatação das veias ovarianas e uterinas, que impedem a volta do sangue para o coração. É uma doença que acomete principalmente mulheres, após os 30 anos, com duas ou mais gestações. Também é comum em pacientes que apresentam disfunções hormonais.

Estudos mostram que a principal causa da doença é a diminuição do hormônio feminino estradiol, um importante agente na dilatação das veias dessa região. A pesquisa aponta ainda que, 30% das mulheres sofrerão desse problema em algum momento da vida.

Os principais sintomas da patologia são muito parecidos com sintomas de outras doenças ginecológicas:

- Dores pélvicas crônicas;

- Dispareunia (dor durante a relação sexual);

- Sensação de peso antes da menstruação;

- Cólicas intensas;

- Maior suscetibilidade a quadros depressivos.

Há dois métodos possíveis para o tratamento de varizes pélvicas: o uso de medicamentos específicos para a secagem das varizes ou cirurgia (embolização das artérias uterinas). Cabe ao ginecologista e à paciente optarem juntos pelo melhor tratamento. 

Sobre a doutora Graciela Morgado Folador:

Ginecologista e obstetra, Graciela Morgado Folador tem Pós-graduação em Endometriose, em Cirurgia Minimamente Invasiva, em Infertilidade Conjugal e Reprodução Assistida e Especialização em Vídeo-histeroscopia. É membro da Sociedade Brasileira de Reprodução Humana (SBRH), da Sociedade Brasileira de Endometriose (SBE) e da Advancing Minimally Invasive Gynecology Wordwide (AAGL). É médica-colaboradora do setor de Endometriose do Hospital das Clínicas de São Paulo, USP. Siga a fanpage da doutora Graciela

Um comentário:

  1. Ola meu nome é Luana tenho30anos fui diagnosticada com endometriose aos 21anos fiz videolaparoscopia,apos 3anos da video sofri um aborto espontâneo,pensava que o sonho de ser mae pra mim nunca iria ser realizado.Já havia perdido as espectativas porém com a graça de DEUS consegui engravidar meu presente mais lindo do mundo tem apenas45dias hoje estou muito feliz.Fiz parto cesárea porém agora estou com dúvida em relação à qual anticoncepcional devo usar não estou amamentando alguém pode me ajudar.

    ResponderExcluir